História da UJAT

História da UJAT
Os antecedentes da educação superior no Tabasco começaram em 1861,o governador da época “Don Victorio Victorino Dueñas”, o qual fez todos os arranjos, com o Presidente do México, “Licenciado Benito Juarez Garcia”, para criar um centro de ensino profissional no estado.

Esta proposta foi aprovada e o presidente Juarez autorizou um orçamento de $52,000.00 pesos  procedentes dos bens da nação. Em 1879, os primeiros cursos foram abertos no “Instituto Juárez” sendo o governador do estado o “Dr Simón Sarlat Nova”, o primeiro diretor do instituto foi “Lic. Manuel Sánchez Marmol”.

Nas duas ultimas décadas do século XX, a oferecidos os seguintes graus: Agricultura, Veterinária, Agrimensura, Notariado, Direito, Comércio, Pedagogia, Jurisprudência e Farmácia, assim como estudos de ensino básico e médio. A inscrição no “Instituto Juárez” foi de aproximadamente de 100 alunos por ano.

De acordo com os registros do governo de “General Abraham Bandala”, nesse mesmo período, pelo excessivo numero de alunos da licenciatura em Direito, os planos de estudos e regulamento do Instituto foram reformados para oferecer aos alunos uma melhor metodologia de ensino e também beneficiar a sociedade de Tabasco. O 15 de maio e o 13 de junho de 1985 foram emitidas as reformas dos regulamentos internos e do plano de estudo. Com estas reformas o grau em Jurisprudência teria uma duração de seis anos, as de notário e topografia levaria três anos, Farmácia e professor de ensino básico uma duração de quatros anos.

Nas primeiras décadas do século XX se realizaram numerosas modificações aos planos e programas de estudo; em 1917 foram reabertas as carreiras de Direito e notário. Em 1919 o curso de Jurisprudência foi  fechado e foram oferecidos os novos cursos: Engenharia Topográfica,  Contadoria, Comercio e Ensino Superior (eduación normal).

No informe anual de labores apresentado o 16 de setembro       de 1944, o governador “Noé de la Flor Casanova”, deu a conhecer que o Instituto Juárez contava com 227 alunos e o orçamento destinado era de $65, 000.00 pesos, suma concedida pelo Governo Federal, dirigido pelo General da divisão “Manuel Ávila Camacho”.
No seguinte ano pelas mesmas datas, o governador “De la Flor Casanova”, destacou que o orçamento destinado ao Instituto Juárez pelo General Ávila Camacho tinha sido incrementado a $50,000.00 pesos o que permitiu construir um prédio de dois andares para as novas aulas.

O 1° de agosto de 1947, por gestões do governador “Francisco J. Santamaria”, o Instituto Juárez passou a ser parte da “Asociación Nacional de Universidades e Instituciones de Enseñanza Superior” (ANUIES).

Durante a direção do “Lic. Belisario Colorado”, o Presidente da Republica, “Lic. Miguel Alemán Valdés” realizou uma visita o  dia 25 de abril de 1950 ao Instituto Juárez, onde se solicitou a fundação da Universidade de Tabasco. Esta petição foi autorizada, pelo qual se crio o Comitê Pro-Universidade de Tabasco. Em 1954 se publicou a Lei Orgânica do Instituto Juárez.

Em 1958 o “Lic. Antonio Ocampo Ramírez”, Direitor do Instituto Juárez, elaborou o projeto da lei para mudar de Instituto a Universidade, o qual foi aprovado pelo Congresso do Estado, o 20 de novembro do mesmo ano, se realizaram o protocolo oficial para a criação da “Universidad Juárez Autónoma de Tabasco”.

O “Lic. Ocampo Ramírez” teve o privilegio de ser o primer reitor e emitir a lei orgânica da universidade. Nesse momento a Universidade contava com os cursos em Direito, engenharia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Comercio, Educação, Enfermagem e obstetrícia, e ensino médio.
Devido ao impulso dado pelo governador o “Lic. Carlos Alberto Madrazo Becerra” foi construído a cidade universitária, mesma que foi inaugurada em 1964 pelo presidente da Republica “Adolfo López Mateos”, onde começaram a dar- se  os diversos cursos. As escolas de ensino médio diurno e noturnas, a Escola de Medicina e Direito, estavam fora da cidade universitária.

Em dezembro de 1966, data memorável foi outorgada a autonomia e a partir desse momento passou a chamar-se Universidad Juárez Autónoma de Tabasco.

Em julho de 1976 foi publicada no Jornal Oficial do estado a modificação da lei Orgânica Universitária, pelo qual foram organizados escolas e institutos. Nesse mesmo ano se crio o curso de Engenharia Mecânica Elétrica e Administração. As escolas de ensino médio separaram-se da Universidade e se construíram no quilometro 25 da estrada Villahermosa – Teapa, a escola de Medicina Veterinária e Zootecnia, foram chamadas Rancho-Escola. Assim começou o processo de descentralização.

Em 1978 o Presidente da Republica “José López Portillo” e o governador engenheiro “Leandro Rovirosa Wade”, inauguraram o prédio da Escola de Direito, localizado no Bairro Reforma. Em 1982, dentro do processo de descentralização, foram inauguradas no município de Cunduacán, as instalações da Faculdade de Engenharia pelo Presidente da Republica “José López Portillo” e em setembro se abriu o curso de Engenharia Química.

Após três anos, entrou em vigor o projeto integral de reforma da Universidade chamado Projeto de Excelência e superação acadêmica 1985-1988, foi o primer projeto do Plano Institucional de desenvolvimento, que crio um modelo universitário. Com base no projeto se estabeleceu um modelo de organização para a Universidade, foram assim como surgiram as diferentes faculdades.

Em 1987 o congresso local expediu o decreto 662 que contem a Lei Orgânica da nossa Universidade. Em 1990 o  Conselho Universitário aprovou cinco das novas licenciaturas: Arquitetura, uso dos recursos naturais, Línguas, Psicologia, Nutrição e as especializações em docência, Administração Publica, Contribuições fiscais e finanças. O Conselho Universitário aprovou em 1991 a criação da faculdade de Educação e Artes, a qual ficou conformada pelas carreiras em Comunicação, Ciências da Educação e Línguas, além das oficinas culturais e do Centro de Ensino de línguas. Nesse ano foram outorgadas pela primeira vez as bolsas pelo desenvolvimento docente aos professores mais destacados.

Em 1996 foi criada a prova geral de qualidade profissional para formar-se. Após um ano, com a finalidade de ampliar o serviço educativo e com o apoio do governador “Lic. Roberto Madrazo Pintado” se realizou um novo projeto o qual consistia em abrir um campo chamado Extensão Universitário dos Rios, mesmo que foi instalado no município de Tenosique e os cursos que até hoje estão vigentes são: Informática Administrativa, Engenharia em Alimentos, Engenharia em Aquicultura e a licenciatura em Direito mesmo que pode ser cursada a distância.